quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Dias e dias...

Hoje, queria um dia
feito de horas felizes.
Porque há dias contentes
Dias especiais
e dias diferentes...

Dias em que queremos  o sol,
a luz  e a doçura do ar.
Dias para poder respirar,
e simplesmente pensar...
sem falar, só divagar...

Tem dias que não tem luz.
Dias difíceis, intermináveis.
São dias que não seduz,
parece uma fardo pesado.
Pesados como uma cruz.

Mas seja qual for o dia,
de sol ou escuridão,
em sua companhia
a vida é uma alegria,
não importa a condição.
Photobucket

5 comentários:

Ricardo Miñana disse...

Que pases unas felices fiestas con alegría.
Buen fin de semana,
¡Feliz Navidad!
un abrazo.

silvioafonso disse...

.



Mari, amanhã eu vou fa-
lar sobre os que acredi-
taram que o mundo tinha
data marcada para termi-
nar e do desastre que es-
sa crença provocou.

Eu garanto que será uma
leitura fácil entremean-
do a notícia com humor.

Espero vocês lá, no meu
blog.

Beijos,

silvioafonso







.

AC disse...

O fardo dos dias é simples alegoria, pois é neles que se forja a amplitude do nosso caminhar.

Bj

Marco Rocca disse...

Eis uma verdadeira pérola poética. Aplausos poetisa!

Marco Rocca disse...

Eis uma verdadeira pérola poética. Aplausos poetisa!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...